Instituto de Pesca
Home
Conheça o Instituto
 
CRESCE PARA 8 QUILOS/ANO O CONSUMO PER CAPITA DE PESCADOS
Fonte: O Estado de S.Paulo, Jun/2005 (www.estadao.com.br)

O ministro da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, José Fritsch, afirmou que o consumo per capita de peixes cresceu nos últimos dois anos. Em janeiro de 2003, o consumo anual por pessoa era de 6,8 quilos. Em 2004, o consumo subiu para oito quilos. Para ele, a campanha "Semana do Peixe" é responsável pelo aumento no consumo.

A proposta da campanha é oferecer, no varejo, pescados a preços mais baixos. Em Brasília, comentou Fritsch, é possível comprar um quilo de tambaqui, por exemplo, por até R$ 5, contra valores entre R$ 8 e R$ 10 antes da campanha, que começou no ano passado.

Ele participou em Brasília, do lançamento do programa "Feira do Peixe". "A proposta é eliminar os intermediários na comercialização de pescados", disse Fritsch. Para viabilizar a criação dos espaços de comercialização direta, o governo vai distribuir kits para criadores e pescadores organizados em entidades e enquadrados nas regras do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf).

Há dois tipos de kits: uma para venda de peixe vivo e outra para pescado fresco. Balança eletrônica, barraca desmontável, caixa térmica, entre outros itens, compõem o kit. Para o peixe vivo, um tanque desmontável completa o kit.

Serão distribuídos 400 kits na primeira etapa do programa. Até o final deste ano, 1.200 kits serão distribuídos, no total. Os beneficiários não precisarão pagar nada pelo material. O custo de compra será do governo federal. No total, serão gastos R$ 5 milhões no programa, informou Fritsch. O orçamento da secretaria para 2005 é de R$ 111 milhões, valor disponível, ou seja, que não foi bloqueado pela área econômica do governo. Em 2004, o orçamento da secretaria foi de R$ 86 milhões.

Estimativas da secretaria mostram que 4.320 toneladas de pescados devem ser comercializados por mês pelo sistema direto. Por dia, devem ser comercializados 120 quilos de peixes em cada ponto de comercialização. Cada kit deve beneficiar 45 famílias, num total de 54 mil famílias. O comércio deve gerar renda mensal de R$ 320 por família. No total, o comércio direto deve gerar receita de R$ 17,28 milhões por mês, considerando o valor de R$ 4 por quilo para venda. Sem os intermediários, a secretaria calcula que o preços dos peixe cairão pela metade.





Os artigos clipados da mídia não refletem, necessariamente, a opinião do Instituto de Pesca. Apenas os artigos assinados pelo Instituto refletem a sua posição.

 
INSTITUTO DE PESCA
Atendimento a usuários
Telefones: (011) 3871-7530 e 3871-7588; fax: (011) 3871-7533
E-mail:
Equipe Web