Siga-nos  
                                                       Cidadão SP    /governosp    Dúvidas Frequentes
Depois das PANCs, os PENACOS

Os peixes não-convencionais podem fortalecer a pesca regional enquanto oferecem sabor e nutrição. Segundo Erika Fabiane Furlan, pesquisadora do Instituto de Pesca da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, o termo Penacos surgiu em Santos, através de um chef de cozinha e estudioso dos pescados, Fábio Leal.

Penacos são espécies de peixes usadas tradicionalmente por populações de pescadores e ribeirinhos, que trabalha em baixa escala, em regime de economia familiar. Esses peixes acabam tendo menor valor comercial por não serem grandes conhecidos do consumidor geral.

O uso da sigla, inclusive, vem da estratégia de conscientizar o consumidor sobre a importância de consumi-los. No geral, o consumidor brasileiro ainda consome as mesmas espécies convencionais de pescado, como salmão e tilápia, e não encaram o peixe como uma de suas principais fontes de proteína na alimentação diária.

Ingrid Cabral Machado, também pesquisadora do Instituto de Pesca, afirma ainda que muitas pessoas sequer conhecem os peixes que são pescados ou produzidos na própria região, mesmo em cidades do litoral, onde a regra acaba sendo o consumo de espécies importadas, como a merluza argentina ou a polaca do Alaska.

Outro aspecto importante na questão dos Penacos é o consumo responsável. As pesquisadoras do IP acreditam que a tendência de de maior preocupação dos consumidores com as origens e características dos produtos que consomem, leva a um consumo responsável, onde aspectos ambientais, sociais e econômicos são levados em consideração.

“Quando se fala de pesca responsável, se refere às boas práticas na atividade em si: não praticar pesca predatória, respeitar o defeso, evitar espécies que estão em listas de ameaçadas, fazer a escolha correta de petrechos, buscar reduzir o rejeito na pesca", diz Ingrid.

“Consumo responsável tem muito a ver com isso: reconhecer a procedência do pescado e relacionar a uma comunidade que esteja trabalhando em regime de economia familiar, dar preferência a este tipo de processo”, enfatiza.

Já ouviu falar dos Penacos ou já consumiu algum? Se você se animou em experimentar os Peixes Não-convencionais, confira o nome de alguns deles, indicados por Eliane Diniz, presidente da Colônia de Pescadores Z5 Júlio Conceição, de Peruíbe-SP: Parati, Guaivira, Mandi, Espada, Caratinga, Betara, Acará, Carapau, Maria Luiza, Palombeta, Salteira e Oveva.

 

Fonte: Food Ventures, 8 abril 2021 (https://www.foodventures.com.br/post/depois-das-pancs-os-penacos)

Aprenda a fazer casquinha de peixe aproveitando partes "menos nobres" do pescado