Siga-nos  
                                                       Cidadão SP    /governosp    Dúvidas Frequentes


Verba para melhoria da produção no campo na região é tema de reivindicação
Melhores condições de trabalho para agricultores familiares foram discutidas em reunião da Alesp

Apoio à agricultura familiar, investimentos em armazenagens de produtos do campo e assistência técnica a assentados foram alguns temas de reivindicações que chamaram atenção na recente audiência pública do Orçamento para 2022, realizada em Presidente Prudente. 
Presidente da Associação dos Funcionários da Fundação Instituto de Terras, Robson de Oliveira, por exemplo, pediu apoio à agricultura familiar através de investimento no Itesp. "É sempre bom reforçar que a agricultura familiar é responsável por mais de 70% dos alimentos que chegam à mesa do brasileiro". "O Itesp, órgão que presta assistência a essas famílias, necessita de socorro no orçamento", afirmou. 
Já o presidente da Associação dos Trabalhadores Rurais de Paranapanema, José Paulo de Araújo, pediu a reforma e ampliação de um barracão de armazenamento que atende 2 mil famílias na região. "Nós temos essa dificuldade de processar os nossos produtos e armazenar. Chega um momento em que o pessoal planta uma quantidade, a gente não consegue cuidar e aí o produto fica sem escoar e se perde lá nas propriedades", explicou. 
Adenildo Pinheiro, vice-prefeito de Caiuá, também falou da necessidade de incentivo do governo do Estado para a cadeia produtiva do Paranapanema. "O investimento é muito pouco, é mínimo, não chega a 1% do orçamento", lamentou. 
Por outro lado, Edson Ferreira, presidente da Associação Estrela Dalva, pediu mais assistência técnica para as pessoas assentadas. "Sem essa assistência, a gente não consegue evoluir", disse.
Promovida pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, a reunião foi realizada na última quinta-feira, dia 7, na Câmara de Vereadores.  (Com informações da Alesp)

Itesp\Divulgação 

Servidores do Itesp em visita a assentamentos rurais da região 

Wenderson Araujo/Trilux\CNA

Evento discute estratégias para a inclusão do pescado na alimentação escolar

Wenderson Araujo/Trilux\CNA

Há retração na compra de milho neste momento, aponta Cepea

Agrofloresta: Exemplo em Andradina 
Um belo exemplo de sustentabilidade vem de Andradina, cidade localizada a 179 km de Presidente Prudente. Há quase três décadas como assentado, José Marcelino Cafeo, optou por trabalhar com agrofloresta, por acreditar que esse é o caminho viável e, sobretudo, sustentável, para o pequeno produtor. Ele está no do assentamento Timboré. Há cerca de oito anos, resolveu plantar mogno – madeira de lei – e, no final de 2020, conseguiu comercializar 14 árvores, que propiciaram um rendimento de R$ 21 mil. (Com informações do Itesp)

Pescado na alimentação escolar
Na semana do Dia Mundial da Alimentação, comemorado em 16 de outubro, o IP-APTA (Instituto de Pesca), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, realiza workshop online gratuito que discutirá estratégias para a inclusão do pescado na alimentação escolar. O “V Workshop sobre Inclusão do Pescado na Alimentação Escolar - Alianças e estratégias para a inclusão do pescado na AE no Estado de São Paulo” ocorrerá de 13 a 14 de outubro, a partir das 9h, pelo canal do YouTube da Secretaria da Agricultura paulista. 

Para produtores rurais 
O público-alvo são nutricionistas, técnicos agrícolas, aquicultores, estudantes, governo e demais interessados em fomentar a alimentação saudável, além do pequeno produtor rural. De acordo com a pesquisadora do IP e organizadora do evento, Erika Fabiane Furlan, o objetivo é debater o assunto da inclusão do pescado na alimentação escolar com os diferentes atores participantes neste processo e, a partir de uma visão mais afinada do corpo técnico e das diferentes representações, que se reunirão após o evento aberto ao público para fazer uma avaliação transdisciplinar e uma proposição de ações e/ou estudos mais assertivos, visando maximizar a inserção deste rico alimento no cardápio dos estudantes do Estado de São Paulo. 

Valores do milho 
A retração de compradores manteve baixo o ritmo de negócios envolvendo o milho no mercado spot ao longo da semana passada. Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário, atrelado à melhora das condições climáticas para a safra verão, resultou em queda nos preços do cereal na maior parte das regiões acompanhadas pelo Centro de Pesquisas. Já nos portos de Santos (SP) e de Paranaguá (PR), apesar da baixa liquidez, os valores do milho subiram, sustentados pela valorização do dólar frente ao Real. (Fonte: Cepea)

Cisterna pode ser solução 
O período de chuvas está começando em várias regiões do país. A captação dessa água contribui para uma atividade pecuária mais sustentável, eficiente e rentável. Para o pesquisador Julio Palhares, da Embrapa Pecuária Sudeste, a cisterna é uma fonte alternativa que pode ser utilizada para diversos usos na propriedade rural. “Em momentos de escassez de água, como esse que estamos vivenciando, ter mais uma fonte de água pode significar passar pela época da seca com maior segurança hídrica”, destaca. Segundo o pesquisador, a cisterna deve ser planejada e dimensionada de acordo com as características produtivas e econômicas da propriedade. “Agora, início do período chuvoso em algumas regiões, é a hora de implantar a cisterna e começar a captar e utilizar a água da chuva. Na época seca de 2022, ela estará cheia e a propriedade terá essa fonte de água disponível”, explica. (Da Embrapa Pecuária Sudeste)
 


“Analisar somente o preço de venda não faz jus aos inúmeros impactos positivos indiretos que a regularidade da produção e do uso do biodiesel traz para o nosso país”.
Ricardo Arioli, presidente da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, em recente audiência pública da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).


Fonte: O Imparcial

Dia14 de Outubro

https://www.imparcial.com.br/noticias/verba-para-melhoria-da-producao-no-campo-na-regiao-e-tema-de-reivindicacao,46993


Instituto de Pesca organiza evento que discutirá estratégias para inclusão do pescado na alimentação escolar
Workshop será realizado durante a semana do Dia Mundial da Alimentação