Siga-nos  
                                                       Cidadão SP    /governosp    Dúvidas Frequentes


Dia Nacional da Alimentação na Escola: Secretaria de Agricultura de SP promove ações para auxiliar práticas saudáveis em escolas públicas
Criança já habituada a uma boa alimentação terá mais qualidade de vida na fase adulta

O Dia Nacional da Alimentação na Escola é comemorado em 21 de outubro, data que tem por objetivo chamar a atenção sobre a importância de promover bons hábitos alimentares às crianças, aos jovens e adultos estudantes. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, por meio do Centro de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (CESANS) e do Instituto de Pesca (IP-APTA), promove diversas ações para auxiliar na construção e fortalecimento de práticas saudáveis de alimentação para alunos de educação básica das redes públicas de ensino.

De acordo com os técnicos da Pasta, a formação de hábitos alimentares começa na primeira infância e, portanto, os dois primeiros anos de vida de um bebê são fundamentais. "Uma criança já habituada a uma alimentação saudável terá mais saúde e qualidade de vida na fase adulta", afirma Milene Gonçalves Massaro Raimundo, diretora do CESANS, que é ligado à Coordenadoria de Desenvolvimento dos Agronegócios (Codegaro).

Uma boa alimentação é fundamental para o desenvolvimento da capacidade cognitiva dos alunos, ajudando no rendimento escolar; no aumento da qualidade do sono e da capacidade respiratória. A alimentação inadequada é apontada como um dos fatores de risco para desenvolvimento de doenças crônicas.

"Algumas escolas têm adotado projetos de cultivo de horta com crianças pré-escolares, o que tem apresentado resultados positivos, pelo fato de tornar as crianças mais ativas e independentes durante seu aprendizado. Além disso, do ponto de vista nutricional, podem contar com uma alimentação mais variada, enriquecida e saudável, até mesmo pelo estímulo que essa prática pode oferecer para a criação de novos hábitos alimentares", explica Etelma Maria Mendes Rosa, nutricionista do Centro.

Confira abaixo as ações da Secretaria de Agricultura para promover a melhor alimentação escolar!

Orientação e conscientização

O CESANS atua na orientação e conscientização sobre a necessidade de uma alimentação equilibrada, visando colaborar com a melhoria da qualidade de vida da população.

Segundo Milene, para isso, são oferecidos instrumentos como e-books, que podem ser baixados gratuitamente no site da Secretaria. Um deles é a obra Alimentação escolar: Promovendo a saúde do futuro, que traz receitas nutritivas, elaboradas com os principais produtos agrícolas utilizados na alimentação escolar do Estado de São Paulo, com o objetivo de incentivar o consumo de legumes e verduras por meio de preparações mais atrativas.

Já o e-book Brinque e Aprenda na Horta orienta como incluir as crianças no aprendizado e incentivá-las a participar do plantio e preparo de alimentos.

Pescado é saúde! Ações para inclusão do alimento nas escolas

O Instituto de Pesca, ligado à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA), também tem atuado para melhoria da oferta de alimentos nas escolas, com a inclusão do pescado na merenda, um alimento rico em nutrientes e que promove a saúde, combate a fome e a má nutrição.

Para discutir o assunto, o Instituto realizou em 13 e 14 de outubro o V Workshop sobre Inclusão do Pescado na Alimentação Escolar, que debateu as Alianças e Estratégias para a Inclusão do Pescado na Alimentação Escolar. O evento online foi realizado em parceria com a Codeagro e contou com o apoio institucional da Infopesca. Participaram palestrantes de várias organizações nacionais e internacionais como a FAO, Infopesca, Embrapa, Coordenadoria de Desenvolvimento Rural Sustentável (CATI/CDRS), Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, Secretaria de Educação do Município de Santos, além de especialistas da Indústria de processamento de pescado e do Terceiro Setor.

"No workshop foram apresentados dados e informações sobre o valor nutricional e os benefícios à saúde que o consumo do peixe oferece, os desafios para viabilizar a inclusão deste valioso alimento no menu escolar e algumas experiências nacionais e internacionais, que possibilitaram a reflexão e o debate sobre quais alianças e estratégias podem facilitar o acesso dos produtores e das indústrias a este mercado institucional. Foi discutido também sobre como facilitar esta compra pública por parte das Secretarias de Educação, com produtos mais adequados e de qualidade para o público escolar", conta Erika Fabiane Furlan, pesquisadora do IP.

No segundo dia do evento foi realizada uma Reunião Técnica, com representantes de várias instituições do segmento e especialistas no assunto, na qual foram apontadas algumas alternativas, alianças e estratégias fundamentais para que esse alimento tão importante esteja efetivamente presente no cardápio escolar.

"Com base nos debates ocorridos no Workshop e na Reunião Técnica, um documento está em elaboração e, em breve, será encaminhado às autoridades competentes, com sugestões e um Plano de Ação para colaborar na efetivação desta importante Política Pública que é a inclusão do pescado na Alimentação Escolar", afirma Rubia Yuri Tomita, pesquisadora do Instituto e uma das organizadoras do evento.

Foto: Rubia Yuri Tomita

Informações

Assessoria de Comunicação

Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo

(11) 5067-0069

imprensa@agricultura.sp.gov.br

Instituto de Pesca

(11) 3871-7513

cecomip@pesca.sp.gov.br


Você conhece o Museu de Pesca da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo?
Localizado na cidade de Santos, o Museu administrado pelo Instituto de Pesca recebe até 60 mil visitantes por ano, conta com grandes atrações e tem 80% do acervo com informações em QR code